quinta-feira, 14 de junho de 2012

Receita de beleza


Para que se encaixar em padrões? Você é um ser único, inigualável, portanto apaixone-se por suas qualidades!!!

Gostar de si mesmo, valorizar-se, aceitar-se como é, sentir a liberdade de pensar como quiser e ser sempre feliz da sua maneira, saboreando intensamente cada dia, com todas as suas variações...

Agradecer pela vida abundante e inclusive pela idade (seja ela qual for) que faz com que você fique melhor, mais aprimorado e sábio enquanto caminha pela estrada do tempo.

Mais do que qualquer creme ou ginástica, é o exercício da beleza interior que conta. Ter a sutileza de agradecer ao sol pelo raiar de um novo dia e sentir no coração que durante a alvorada, em algum lugar, os anjos se reúnem para orar pela humanidade.

Ter a consciência de que a mãe-terra nos suporta com seu solo e nos alimenta com sua fartura. Ter o orgulho de todas as experiências vividas, afinal, foram elas que trouxeram o ensinamento que precisávamos.

Na atualidade, quando se cultua tanto o aspecto físico, a perfeição do rosto, por que não reverenciar também o espírito, a perfeição da alma?

Quando nos sentimos em paz conosco, essa serenidade interior transparece no olhar, as atitudes, e nosso semblante transmite esse estado de espírito, nossa energia irradia felicidade serena.

Quando estamos apaixonados a nossa energia também se transforma, impulsionando esse amor para além de nossos próprios limites, trazendo brilho aos olhos e o sorriso solto nos lábios.

O segredo da beleza interior é esse, estar em paz consigo e amando muito, a tudo e a todos. Amar a vida, a si mesmo, os amigos, os desconhecidos, a natureza, as coisas que nos rodeiam. E, diariamente, nutrir-se de sentimentos bons, de agradecimentos pela dádiva da vida.

E, ao término de cada dia, alinhavar novos sonhos, novas esperanças para o dia seguinte.

A pessoa sem amor, apática, sem vivacidade, acaba tornando-se um lago abandonado ue se transforma dia a dia num charco de detritos, falta oxigênio (vida, inspiração) para purificar e fazer fluir a água parada.

A atitude, o movimento contínuo, esse é o cosmético principal da beleza interior. A ação solta, livre de impedimentos, centrada no seu melhor, no respeito e amor por si próprio e pelos demais irá fazer a transformação interior que, em pouco tempo, transparecerá em seu rosto, mostrando ao mundo toda a sua individualidade e beleza.

Assim, a beleza interior necessita de 4 produtos que devem ser de uso diário:

- O demaquilante do conhecimento de nós mesmos, aquilo que realmente somos, sem máscaras;

- O tônico da aceitação de nós mesmos, apreciando e valorizando as qualidades e encarando também os defeitos;

- A utilização do esfoliante da liberdade de escolha do caminho que nossa alma quer trilhar (e que desse modo sempre nos trará felicidade);

- E, por fim, o hidratante do controle da própria vida, do poder individual que nutre a pele seca e cansada (reflexo da necessidade de agradar o outro, da obrigação de aceitar pessoas e situações que nos prejudicam), devolvendo a elasticidade e o brilho de poder guardar no cofre da alma somente aqueles que nos querem bem e com os quais sentimos afinidade e prazer em compartilhar a vida!

Desconheço a autoria.

.

0 comentários:

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.