quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

O Sexto Sentido


Os cinco sentidos são, a um tempo, seres da “caixa de ferramentas” e seres da “caixa de brinquedos”. Como ferramentas os sentidos nos fazem conhecer o mundo. A cor vermelha no semáforo diz que é preciso parar o carro. O som da buzina chama a minha atenção para um carro que se aproxima. O cheiro estranho na cozinha me adverte de que o gás está aberto. Como brinquedos os cinco sentidos me informam que o mundo está cheio de beleza. Eles são órgãos sexuais: com eles fazemos amor com o mundo. Dão-nos prazer e alegria.

Os cinco sentidos, para realizarem suas funções de poder e prazer, exigem a presença do objeto a ser conhecido ou a ser amado. Para sentir a beleza de um ipê florido é preciso que haja ipês floridos – como agora. Em julho os ipês rosa, em agosto os ipês amarelos, em setembro os ipês brancos. Já até sugeri que um músico compusesse uma sinfonia em três movimentos dedicada aos ipês. Para se sentir a beleza triste do canto de um sabiá é preciso que haja um sabiá cantando. Para se sentir o perfume de um jasmim é preciso que haja um jasmim florido. Para se sentir o gosto bom de uma laranja é preciso que haja uma laranja. E para se sentir a delícia de um beijo é preciso que haja uma boca que me beije... Os cinco sentidos só fazem amor com coisas existentes, no presente. Eles vivem no “aqui” e no “agora”.

Mas há um sexto sentido dotado de propriedades mágicas, um sentido que nos permite fazer amor com coisas que não existem... Esse sentido se chama “pensamento”.

Digo que o pensamento é um sentido mágico porque ele tem o poder de chamar à existência  coisas que não existem e de tratar e as coisas que existem como se não existissem. E é dele que surge a grandeza dos seres humanos. O pensamento nos dá asas, ele nos transforma em pássaros!

“Mas que realidade têm as coisas que não existem?”, poderão perguntar os filósofos. Aí serão os poetas que darão respostas aos filósofos. “Que seria de nós sem o socorro das coisas que não existem?” , perguntava Paul Valery. E Manoel da Barros acrescentaria: “As coisas que não existem são mais bonitas...” Leonardo da Vinci pensava e desenhava máquinas que não existiam e que só poderiam existir num futuro distante. Mas que alegria aquelas entidades não existentes lhe davam! Por isso ele as guardava como  segredos perigosos que, se conhecidos, poderiam levá-lo à Inquisição. Mas o prazer valia o risco.

Beethoven estava completamente surdo. No seu mundo os sons não existiam. Mas do silêncio dos sons que não existiam ele fez surgir, no seu pensamento, a Nona Sinfonia, que canta a alegria da vida.

Faz uns meses resolvi reler o Cem anos de solidão, do Gabriel Garcia Marques. Que amontoado de não-existentes! Invencionices de alguém que trata o existente como se não existisse. Pensei, de brincadeira, que ele deveria estar bêbado quando escreveu o livro, tantos são os absurdos maravilhosos que ele constrói. Uns tolos disseram que aquele livro era uma parábola sobre a América Latina. Ou seja, disseram que o livro falava sobre uma coisa que existia: o realismo fantástico de Gabriel Garcia Marques,  depois de passar pelo crivo da hermenêutica, nada mais seria que uma crônica histórica disfarçada. Nada mais longe da verdade. O livro Cem anos de solidão só existe  no espaço imaginário do que não existe.E apesar de saber que aquilo que estava escrito era mentira, que nunca acontecera porque era impossível que acontecesse, eu ri, sofri, vivi. Meu corpo fez amor com o inexistente. O que não existe nos faz viver. Não vivemos só de pão. Somos comedores de palavras. E as palavras operam em nós estranhas transformações. Quantas pessoas eu degolei com minha espada de samurai ao ler o Sho-gun!

Que extraordinário exercício de alienação é a literatura! Mergulhados num livro a realidade que nos cerca deixa de existir. Estamos inteiramente no mundo do pensamento. Se Marx estava certo ao afirmar que “o homem é o mundo do homem” então, na literatura, tornamo-nos criaturas dos muitos mundos da fantasia. Tornamo-nos personagens  de uma estória inventada,  “atores” de teatro.

“Não é incrível que um ator, por uma simples ficção, um sonho apaixonado, amolde tanto sua alma à imaginação, que todo se lhe transfigure o semblante,  por completo o rosto lhe empalideça, lágrimas vertam dos seus olho, suas palavras tremam e, inteiro seu organismo se acomode à essa mera ficção? ( Shakespeare, Hamlet, ato 2º., cena II). Os atores são seres alienados da realidade por estarem vivendo totalmente no mundo da ficção. É nisso que se encontra “a virtude paradoxal da leitura, que consiste em fazer-nos abstrair do mundo para lhe encontrarmos um sentido.” ( Daniel Pennac, Como um romance, ASA, Portugal, p. 17 ). 

Todo artista é um fingidor. Todo leitor tem de ser um fingidor. Fingir, brincar de fazer de contas, tratar as coisas que são como se não fossem e as coisas que não são como se fossem! É dessa loucura que surgem as mais belas criações da arte e da ciência.

Por isso eu me daria por feliz se a educação fizesse apenas isso: introduzir os alunos no mundo mágico do pensamento tal como ele acontece na literatura.. Quem experimentou a magia do pensamento uma única vez não se esquece jamais...

Rubem Alves.

.
segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Natal todo dia


Um clima de sonho se espalha no ar 
Pessoas se olham com brilho no olhar
A gente já sente chegando o Natal 
É tempo de amor, todo mundo é igual
Os velhos amigos irão se abraçar
Os desconhecidos irão se falar
E quem for criança vai olhar pro céu
Fazendo um pedido pro velho Noel

Se a gente é capaz de espalhar alegria
Se a gente é capaz de toda essa magia
Eu tenho certeza que a gente podia
Fazer com que fosse Natal todo dia

Um jeito mais manso de ser e falar
Mais calma, mais tempo pra gente se dar
Me diz por que só no Natal é assim?
Que bom se ele nunca tivesse mais fim
Que o Natal comece no seu coração
Que seja pra todos sem ter distinção
Um gesto, um sorriso, um abraço, o que for
O melhor presente é sempre o amor

Se a gente é capaz de espalhar alegria
Se a gente é capaz de toda essa magia
Eu tenho certeza que a gente podia
Fazer com que fosse Natal todo dia

Os velhos amigos irão se abraçar
Os desconhecidos irão se falar 
Eu tenho certeza que a gente podia
Fazer com que fosse Natal todo dia
Que o Natal comece no seu coração
Que seja pra todos sem ter distinção
Eu tenho certeza que a gente podia
Fazer com que fosse Natal todo dia

Roupa Nova.



.


.
domingo, 23 de dezembro de 2012

Tem coisa melhor?



Se apaixonar. 
Rir até o rosto doer.
Um banho quente.
Um supermercado sem filas. 
Um olhar especial.
Receber e-mails. 
Escutar sua música preferida no rádio.
Uma boa conversa. 
Pegar uma praia limpa.


Achar uma nota de R$50,00 na sua blusa de inverno do ano passado.
Rir de você mesmo!.
Ter alguém para te dizer que você é bonita. 
Os amigos. 
Ouvir acidentalmente alguem falar bem de você.
Acordar e perceber que ainda faltam algumas horas para dormir.
Fazer novos amigos, ou ficar junto dos velhos.
Conversar à noite com seu colega de quarto.

Alguém brincar com seus cabelos.
Bons sonhos. 
Viagens com os amigos.
Ganhar um jogo difícil.
Encontrar com um velho amigo e descobrir que tem coisas que nunca mudam.
Descobrir que o amor é eterno e incondicional.
Abraçar a pessoa que você ama. 
Ver o nascer do sol.
Levantar e agradecer a Deus por outro lindo amanhecer.

Desconheço a autoria.

.
sábado, 22 de dezembro de 2012

Depende só de você!



Um homem muito rico morreu e foi recebido no Céu. O anjo-guardião o levou por várias alamedas e foi-lhe mostrando as moradias que ali existiam.

Passaram por uma linda casa com belos jardins. O homem, admirado, exclamou perguntando-lhe:

- "Que linda casa! Quem mora nela?"


O anjo lhe respondeu:

- "É o Manoel, aquele seu motorista que morreu no ano passado".

O homem ficou pensando:

”Puxa! Se o Manoel tem uma casa dessas, aqui deve ser muito bom”.

Logo a seguir, surgiu uma outra casa muito mais bonita e ele perguntou, mais admirado ainda:

- "E aqui? Quem mora?"

- "Aqui é a casa da Maria, aquela que foi sua cozinheira".

O homem ficou imaginando que, tendo seus serviçais magníficas residências, sua morada deveria ser, no mínimo, um palácio, e estava ansioso por vê-la.

Logo adiante, o anjo parou diante de um barraco construído com tábuas e disse:

- "Esta é a sua casa".

O homem ficou decepcionado, demonstrando sua indignação.

- "Essa é a minha?! Como é possível? Vocês sabem construir coisa muito melhor!!!"

- "Claro que sabemos", respondeu o anjo, "mas, nós construímos apenas a casa. O material é selecionado e enviado por vocês mesmos. Foi o que conseguimos fazer com o material que nos foi enviado por você!"

Cada gesto de amor e partilha com o próximo é um tijolo com o qual construímos a nossa casa na eternidade.

Tudo se decide por aqui mesmo, nas escolhas e atitudes que você faz todo dia. Por conseguinte, é importante nós refletirmos a respeito de nossos valores, atitudes e ações para que, mais tarde, não soframos por todas as consequências de nossos erros.

Contribua com o melhor material para erquer a sua casa neste lugar.

Dependerá só de você a construção final de uma bela moradia!

Desconheço a autoria.

.
sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Eu e o espelho


Alguém muito desanimado entrou na igreja e falou com Deus: 

- "Senhor, aqui estou porque nas igrejas não há espelhos. Nunca me senti satisfeito com a minha aparência". 

Subitamente, uma folha de papel caiu aos seus pés, vinda do alto do templo. Surpreso, ele a apanhou e leu a seguinte mensagem: 

- "A feiúra é invenção dos homens e não minha. Não importa se os braços são longos ou curtos. Sua função é o desempenho do trabalho honesto. 

Não importa se as mãos são delicadas ou grosseiras. Sua função é dar e receber o bem. Não importa a aparência dos pés. Sua função é tomar o rumo do amor e humildade. Não importa se a cabeça tem ou não cabelo, mas sim os pensamentos que passam por ela. 

Não importa a cor dos olhos. O que importa é que eles vejam o valor da vida. Não importa se a boca é graciosa ou sem atrativo. O que importa são as palavras que saem dela". 

Atônito, o homem foi saindo da igreja e, na porta de vidro, viu o seu reflexo. E ali estava escrito: 

- "Veja com bons olhos seu reflexo neste vidro e lembre-se que em tudo que existe escrito sobre mim não há uma única linha dizendo que sou bonito". 

Desconheço a autoria.

.
quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Não estrague o seu dia


A sua irritação não solucionará proble- ma algum...

As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas...

Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar.

O seu mau humor não modifica a vida...

A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus...

A sua tristeza não iluminará os caminhos...

O seu desânimo não edificará ninguém...

As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade...

As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você...

Não estrague o seu dia. Aprenda a sabedoria divina, a desculpar infinitamen- te, construindo e reconstruindo sempre...

Para o infinito bem!

Chico Xavier.

.
quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Família


Você já parou pra pensar que, se morrermos amanhã, a empresa para qual trabalhamos poderá facilmente nos substituir em questão de dias?

Mas as pessoas que nos amam, a família que deixamos para trás, sentirão essa perda para o resto de suas vidas. E nós raramente paramos pra pensar nisso!

Às vezes colocamos nosso esforço em coisas muito menos importantes que nossa família, que as pessoas que nos amam, e não nos damos conta do que realmente estamos perdendo.

Perdemos o tempo de sermos carinhosos, de dizer um "eu te amo", de dizer um "obrigado", de dar um sorriso, ou de dizer o quanto cada pessoa é importante para nós.

Ao invés disso, muitas vezes agimos com rudeza, e não percebemos o quanto isso machuca os nossos queridos.

A família é o nosso maior bem!

Então, aproveite o dia de hoje, aproveite agora e diga o quanto as pessoas da sua família são importantes e o quanto você as ama!

Fênix Faustine.

.
terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Jamais desista...


Ser feliz não é ter uma vida perfeita. 

Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.

Usar as perdas para refinar a paciência.

Usar as falhas para esculpir a serenidade.

Usar a dor para lapidar o prazer.

Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo! Jamais desista das pessoas que você ama. Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível. 

E você é um ser humano especial !

Desconheço a autoria.

.
segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Como você é?


Você é forte quando pega sua mágoa e ensina a sorrir. 

Você é corajoso quando supera seu temor ajuda os outros a fazer o mesmo. 

Você é feliz quando vê uma flor e se vê abençoado. 

Você é amoroso quando sua própria dor não lhe faz cego à dor dos outros. 

Você é sábio quando conhece os limites de sua sabedoria. 

Você é verdadeiro quando admite que há vezes em que você se engana. 

Você está vivo quando a esperança de amanhã significa mais a você do que o erro de ontem. 

Você é livre quando tem o controle de si e não deseja controlar os outros. 

Você é honrado quando descobre que sua honra é honrar os outros. 

Você é generoso quando pode receber tão docemente quanto você pode dar. 

Você é humilde quando você não sabe como pode ser humilhado. 

Você é atencioso quando me vê exatamente como sou e me trata exatamente como você é. 

Você é misericordioso quando perdoa nos outros as faltas que você condena em si mesmo. 

Você é belo quando não precisa que um espelho lhe conte. 

Você é rico quando nunca precisa mais do que o que você tem. 

Você é você quando está em paz com quem você não é!

Desconheço a autoria.

.
sábado, 15 de dezembro de 2012

Rosa



Tu és divina e graciosa, estátua majestosa do amor
Por Deus esculturada e formada com ardor
Da alma da mais linda flor de mais ativo olor
Que na vida é preferida pelo beija-flor.

Se Deus me fora tão clemente aqui nesse ambiente de luz
Formada numa tela deslumbrante e bela
O teu coração junto ao meu lanceado, pregado e crucificado
Sobre a rósea cruz do arfante peito teu.

Tu és a forma ideal, estátua magistral, oh, alma perenal
Do meu primeiro amor, sublime amor
Tu és de Deus a soberana flor
Tu és de Deus a criação que em todo coração sepultas o amor
O riso, a fé e a dor em sândalos olentes cheios de sabor
Em vozes tão dolentes como um sonho em flor
És láctea estrela, és mãe da realeza
És tudo enfim que tem de belo
Em todo resplendor da santa natureza.

Perdão, se ouso confessar-te eu hei de sempre amar-te
Oh, flor meu peito não resiste
Oh, meu Deus quanto é triste a incerteza de um amor
Que mais me faz penar em esperar em conduzir-te um dia aos pés do altar
Jurar aos pés do onipotente em preces comoventes de dor
E receber a unção da tua gratidão
Depois de remir meus desejos em nuvens de beijos
Hei de te envolver até meu padecer de todo fenecer...

Interpretação de Caetano Veloso.
Composição: Pixinguinha
.


.
sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Um sorriso



Um sorriso não custa nada e rende muito. Enriquece quem o recebe e não empobrece quem dá.

Dura somente um instante mas sua recordação é eterna.

Ninguém é tão rico que possa dispensar. Ninguém é tão pobre que não possa dar.

Cria felicidade no lar. É sustento no trabalho. Sinal visível de uma amizade profunda.

Um sorriso representa repouso no cansaço, coragem no desânimo, consolo na tristeza e alívio na angústia.

É um bem que não se pode comprar, nem emprestar, nem roubar porque só tem valor no instante que se dá.

Mas se encontrar alguém que recusa dar um sorriso, seja generoso em dar o seu, pois ninguém tanto necessita dele quanto aquele que não sabe dá-lo aos demais!

Desconheço a autoria.

.
quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Sabedoria



Você já se imaginou agindo com a sabedoria canina?

Tente!

1. Nunca deixe passar a oportunidade de sair para um passeio.

2. Experimente a sensação do ar fresco e do vento na sua face por puro prazer.

3. Quando alguém que você ama se aproxima, corra para saudá-lo (a).

4. Quando houver necessidade, pratique a obediência.

5. Deixe os outros saberem quando invadiram o seu território.

6. Sempre que puder tire uma soneca e se espreguice antes de se levantar.

7. Corra, pule e brinque diariamente.

8. Coma com gosto e entusiasmo, mas pare quando estiver satisfeito.

9. Seja sempre leal.

10. Nunca pretenda ser algo que você não é.

11. Se o que você deseja está enterrado, cave até encontrar.

12. Quando alguém estiver passando por um mau dia, fique em silêncio, sente-se próximo e, gentilmente, tente agradá-lo.

13. Quando chamar a atenção, deixe alguém tocá-lo.

14. Evite morder quando apenas um rosnado resolver.

15. Nos dias mornos, deite-se de costas sobre a grama.

16. Nos dias quentes, beba muita água e descanse embaixo de uma árvore frondosa.

17. Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo.

18. Não importa quantas vezes for censurado, não assuma a culpa que não tiver e não fique amuado... corra imediatamente de volta para seus amigos.

19. Alegre-se com o simples prazer de uma caminhada.

Pense a respeito e veja como a vida terá uma perspectiva mais amistosa.

Desconheço a autoria.

.
quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Dieta da alegria



Não se esconda.

A vida está aí para todos em igualdade de condições, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, religião, opinião política ou de outra natureza.

Todos os homens nascem livres e iguais. E isso vale para você que está lendo isto neste momento! 

Portanto, não conspire contra você. Seja seu maior e mais forte aliado.

Não guarde mágoas. Guarde lembranças.

Não chore lembranças. Recorde alegria.

Não viva do passado. Aproveite o presente.

Não fuja do agora. Prepare o amanhã.

Você pode e deve escolher o roteiro da sua vida. Apague o que já passou e não retorna mais. Não perca tempo com águas que já passaram… elas não movem moinho!

Refaça seu acervo de lembranças. As más, relegue ao esquecimento. As boas, dê ainda mais brilho.

Faça a dieta da alegria: um sorriso a cada manhã e um agradecimento ao final do dia.

Desconheço a autoria.

.
terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Agenda da felicidade



O diálogo é a ponte que liga duas margens, do eu à do tu. Pratique-o bastante. 

O sorriso é o cartão de visita das pessoas saudáveis. Distribua-o gentilmente. 

A bondade é a flor mais atraente do jardim de um coração bem cultivado. Plante estas flores. 

O amor é a melhor música na partitura da vida. Sem ele, você será um eterno  desafinado. 

A paz da consciência é o melhor travesseiro para o sono da tranquilidade. Viva em paz consigo mesmo. 

A alegria é o perfume gratificante, fruto do dever cumprido. Esbanje-o, o mundo precisa dele. 

A fé é a bússola certa para navios errantes, incertos, buscando as praias da eternidade. Utilize-a sempre. 

A esperança é o vento bom enfunando as velas do nosso barco. Chame-a para dentro do seu cotidiano.

Acreditamos que com essa agenda a felicidade pode ser a companheira e aliada para tocar o barco da sua vida.

Desconheço a autoria.

.
segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Urgente!



URGENTE ... é uma palavra com a qual convivemos dia a dia em nossa vida agitada, e da qual perdemos todo o real significado de “prioridade”. 

URGENTE ... e a maneira pequena de viver neste mundo, porque no dia em que partimos deixamos pendentes as coisas que verdadeiramente foram urgentes.

URGENTE... é que você pare um momento na sua agitada vida e se pergunte: "Que significado tem tudo isso que faço?"

URGENTE ... é que você seja mais humano e mais irmão.

URGENTE ... é que saiba valorizar o tempo que se tem com uma criança.

URGENTE ... é que veja o nascer do sol, sinta seu calor e agradeça a Deus por tão grandioso presente.

URGENTE ... é que olhe a sua família, seus filhos, sua esposa e a todos que lhe rodeiam e valorize tão grandioso tesouro.

URGENTE ... é que diga às pessoas que lhe são caras o quanto as ama.

URGENTE ... é que você saiba que é filho de Deus e se dê conta de que Ele lhe ama e quer lhe ver sorrindo, feliz e cheio de vida !

URGENTE ... é que você não deixe a vida passar como um sopro e que, quando estiver velho, não olhe para trás como quem quer voltar e sinta que já não há mais tempo, porque tudo que fez foi em virtude de seu incessante trabalho e de seu repugnante orgulho, pois ”se esqueceu de viver”!

Viva intensamente cada segundo e pare para contemplar as belezas da natureza e as criaturas maravilhosas que dela fazem parte. 

Viva da melhor forma possível, contribuindo com o bem estar de todos que o rodeiam, criando assim um ambiente de paz contínua!

Portanto, saiba distinguir o quanto antes o que é urgente em sua vida!

Desconheço a autoria.

.
domingo, 9 de dezembro de 2012

Música e pausa



“Na pausa não há música, mas a pausa ajuda a fazer a música”.

Na melodia da nossa vida a música é interrompida aqui e ali por "pausas’... 

E nós, sem refletirmos, pensamos que a melodia terminou. Deus nos envia, às vezes, um tempo de parada forçada. Pode ser uma provação, planos fracassados, ou esforços frustrados.

Mas na verdade é preciso fazer uma pausa... E fazer uma pausa repentina no coral de nossa vida. 

Mas como é que o maestro lê a pausa? Ele continua a marcar o compasso com a mesma precisão e toma a nota seguinte com firmeza, como se não tivesse havido interrupção alguma.

Deus segue um plano ao escrever a música de nossa vida. A nossa parte deve ser aprender a melodia e não desmaiar nas "pausas". Elas não estão ali para serem passadas por alto ou serem omitidas, nem para atrapalhar a melodia ou alterar o tom. E sim para aprimorar! Se olharmos para cima, Deus mesmo marcará o compasso para nós. 

Não nos esqueçamos, contudo, que “ela ajuda a fazer a música”.

Com os olhos Nele, vamos ferir a próxima nota com toda a clareza sem murmurarmos tristemente “Na pausa não há música”. 

Compor a música da nossa vida é geralmente um processo lento e trabalhoso.

Com paciência, Deus trabalha para nos ensinar! E quanto tempo Ele espera até que aprendamos a lição!

Lembre-se, a pausa não dura muito, é apenas um tempo suficiente para que você se renove e continue...

Ela apenas serve para continuar a música!!!

Olhe melhor à sua volta... 

Viva a Vida! Pare! E aceite a pausa, você merece ser mais amado e amar, sonhar, sorrir, cantar e ser feliz, muito mais feliz!!!

John Ruskin.

.
sábado, 8 de dezembro de 2012

Cores da vida


Por que ver a vida em preto e branco se Deus nos presenteou com um paraíso colorido?

A vida tem as cores como nós a enxergamos!

Se para nós a vida é cinzenta, somos incapazes de ver beleza em uma folha seca! 

Se para nós o mundo não tem graça, somos incapazes de contemplar a natureza. As aves do céu tornam-se imperceptíveis aos nossos olhos, assim como as flores e a água. 

Mude a forma de ver o mundo!

Transforme suas tristezas em alegrias! Seus medos em coragem! Faça das suas angústias, a esperança do amanhã! Coloque suas incertezas na mão do Criador!

Não seja prisioneiro das suas emoções. Não seja prisioneiro dos seus preconceitos, antes de julgar alguém. Conheça a sua história de vida. 

Fique a sós com o seu "eu” e contemple a natureza. Pois a beleza está nos olhos de quem consegue ver, enxergar e, acima de tudo, amar a si mesmo para poder amar o mundo! 

Transforme o seu mundo ... e seja feliz!

Desconheço a autoria.

.
sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Quase

 
Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos “Bom dia”, quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que a fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência; porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.


Sarah Westphal.
.
quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Tempo de ser feliz


Há coisas que nada como o tempo para resolver. Não, ele não resolve, claro, mas deixa essa impressão de que o tamanho das coisas é bem menor visto de longe. 

Enormes problemas hoje podem assim ser vistos de maneira diferente amanhã ou depois. Eles não são, provavelmente, menores, mas o primeiro susto já passou e podemos ser mais objetivos.

Quando estamos por demais envolvidos por nossas emoções, nosso racional se perde. Só mesmo as águas calmas depois da tempestade podem nos mostrar o quanto somos resistentes.

Mas... como nem tudo na vida é branco e nem tudo é preto, o tempo, de aliado, pode passar a ser um inimigo. E se a vida fosse menos complexa teríamos mais habilidade para saber onde encontrar a diferença, a sutíl diferença entre o que se deve deixar passar e o que se deve apegar.

Se algumas situações se acalmam com o passar do tempo, outras apenas se acomodam e nos dão a ilusão de que o tempo apenas está curando.

Infelicidades e insatisfações do coração não se resolvem e não se tornam menores com o tempo, elas apenas se instalam e criam raízes. Acreditamos assim com a força da nossa alma que um dia, ao acordar, algo terá mudado, que o amor perdido terá voltado, que a vida terá o mesmo sabor que antes ou que terá, melhor ainda, o gostinho do melhor dos nossos sonhos.

Engano! 

Certas coisas precisam do toque das nossas mãos, precisam da nossa vontade e força, da nossa disposição e da nossa fé. O tempo de amanhã será o mesmo se agimos ou não, mas nós não seremos os mesmos.

Precisamos aprender a dizer "não" ao que não nos convém, ao que não nos satisfaz, ao que nos mata silenciosamente. Precisamos abrir-nos à vida e viver de maneira que amanhã, olhando para trás, não tenhamos tantos arrependimentos, apenas esse sentimento de auto-satisfação, esse sentir de que o tempo passou sim, mas não passou sozinho, pois tivemos a sabedoria de caminhar de mãos dadas com ele, tal qual a noiva cheia de sonhos, prometida à felicidade.

Letícia Thompson.

.
quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Afeto


Todos nós temos necessidade de afeto! 

Muitas vezes temos dificuldade em expressar o que sentimos pelas pessoas, achamos que elas sabem e que isso é suficiente. Mas quem não gosta de um abraço, um carinho, uma palavra amiga, uma palavra de amor? Quem não precisa disso? 

Há pessoas morrendo de fome no mundo, todos falam, mas quantas pessoas há que estão morrendo de solidão? Recebemos, com frequência, mensagens dizendo que devemos dizer às pessoas o quanto as amamos porque nunca sabemos se é a última vez que as estamos vendo. Isso é para aliviar nossa consciência no caso das pessoas desaparecerem repentinamente. 

Um dos maiores prazeres da vida é ver a felicidade das pessoas que amamos. 

"Não fique triste. Se você fica triste, fico triste. E eu não gosto de me ver triste..."

Ela sorriu. Sim, porque no fundo, se não fazemos as pessoas felizes por elas mesmas, que as façamos então por nós mesmos. Podemos saber que alguém nos ama e isso nos deixa felizes, mas como expressar o tamanho da felicidade que sentimos quando alguém coloca isso em palavras, em gestos? Isso faz com que nos sintamos amados em dobro. 

Assim, é importante que as pessoas saibam o quão importantes são em nossas vidas, o quanto nosso dia pode ficar iluminado com um sorriso ou um gesto inesperado. Todo o amor que damos a alguém, recebemos de volta como uma recompensa natural. 

Saber que alguém pensa na gente, que nos gosta, apesar da distância, enche a alma de paz, de serenidade! É como um pouco de ar fresco numa janela quando precisamos respirar. Renova o espírito! E, de espírito renovado, como o dia pode ficar diferente, como o mundo pode parecer diferente!

Desconheço a autoria.

.
terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Coisas para me lembrar sempre


Coisas para eu me lembrar de fazer todos os dias da minha vida:

Viver no presente. Confiar mais em mim. Ser a pessoa que eu sou. Ocupar e proteger meu espaço. Livrar-me de valores inúteis... 

Fazer ginástica. Tentar algo diferente. Aprender alguma coisa nova. Curtir o que eu estiver fazendo. Tentar fazer direito da primeira vez. Consertar, se ficar mal feito...

Fugir da rotina. Cantar. Ajudar alguém. Ser gentil com as pessoas. Dizer claramente o que eu quero. 

Falar claramente o que penso. Me lixar para o que vão dizer. Ouvir o meu coração...

Lembrar-me de quem me ama. Perdoar-me pelos meus erros. Esquecer quem me despreza. Fazer minha própria cabeça. Seguir minhas próprias idéias. Persistir nos meus objetivos... 

Agir em vez de me queixar. Deixar por menos. Ficar na minha. Transar o meu visual. Realizar minhas fantasias. Procurar minha turma... 

Respeitar o meu ritmo. Cuidar muito bem de mim. Defender meus direitos. Cumprir o que eu combinar. Fazer uma boa alimentação... 

Amar de montão... 

Sonhar... 

Ser feliz!!!

Desconheço a autoria.

.
segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Colcha de retalhos



Dos meus problemas, fiz um acolchoado de retalhos, pedaços de dificuldades que me fazem lembrar da minha capacidade de superar momentos difíceis.

Vejo pedaços que me lembram fatos, onde eu tinha certeza que não iria resistir, onde eu queria mesmo era sumir: amores perdidos que me fizeram sofrer, mortes inesperadas que me deixaram um vazio, promessas que não aconteceram, doenças, discussões tolas, brigas e desavenças, sonhos que viraram pesadelos... 

Um acolchoado triste, pesado, mas cheio de lições importantes, cheio das minhas impressões, do que eu era e daquilo em que me transformei; por isso essa força tamanha, que carrego comigo por onde for e, se encontro alguém sofrendo pela estrada, tiro da minha colcha um retalhinho, um pouco da minha experiência com a dor, e mostro carinhosamente o caminho, onde há flores, espinhos e amor. 

Peço para a pessoa olhar lá na frente, além do problema e da dificuldade, depois olhar para dentro de si mesma, e encontrar a solução para tudo, pois a dor vem dos outros, a decepção também, mas a solução está onde sempre deve estar. Dentro de você, criatura divina, feita para brilhar. 

Ame-se!

Paulo Roberto Gaefke.

.
quinta-feira, 29 de novembro de 2012

O grito no vale



O homem resolveu partir em busca de Deus. E foi atrás dos mestres, que diziam conhecer profundamente as razões pelas quais o Universo havia sido criado, e prometiam explicar o que Deus queria da humanidade.

- Mas quem lhes ensinou isso? – perguntava aos mestres – Foi o próprio Deus?

Os mestres diziam muitas palavras bonitas, mas não conseguiam definir exatamente quem os ensinara
tudo que pregavam aos quatro ventos.

Assim, depois de alguns dias de aprendizado aqui e acolá, o homem sempre seguia adiante.

Em suas andanças, terminou conhecendo um vale, onde camponeses afirmavam que, em uma montanha próxima, Deus falava com quem se aproximasse.

E o homem foi para a montanha. Esperou durante três dias, jejuando e rezando, mas Deus não se aproximou.
No quarto dia, já desesperado, ele gritou:

- Onde estás?

O eco respondeu:

- Onde estás?

E, a partir daquele instante, o homem compreendeu que Deus fazia a mesma pergunta, e que também lhe buscava.

 Paulo Coelho.

.
quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Nem sempre querer é poder



Nem sempre querer é poder, porque às vezes a gente quer, mas ainda não pode. Ainda não consegue realizar. 

Não faz mal: a vontade que é legítima, alinhada com a alma, caminha conosco, paciente, fresca, bondosa, até que a gente possa. 

Às vezes, isso parece muito longe, mas é só o tempo do cultivo. As flores, como algumas vontades, também desabrocham somente quando conseguem.

Ana Jácomo.

.
terça-feira, 27 de novembro de 2012

Relacionamentos



Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.

Detesto quando escuto aquela conversa:

- Ah, terminei o namoro...
- Nossa, estavam juntos há tanto tempo...
- Cinco anos.... que pena... acabou...
- é... não deu certo...

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos essa coisa completa.

Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.
Tudo junto, não vamos encontrar.

Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele.

Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.

E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...

Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer.

Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar... ou não.

Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto.

Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?

O legal é alguém que está com você, só por você. E vice-versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós.

Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.

Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.

E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.

Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.

Na vida e no amor, não temos garantias. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. E nem todo sexo bom é para descartar... ou se apaixonar... ou se culpar...

Enfim...quem disse que ser adulto é fácil ????

Arnaldo Jabor.

.
segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Não acredito em milagres



Não acredito em milagres, mas acredito na fé, acho importante cultivar a esperança e valorizar o pensamento positivo, os valores fundamentados, a força de vontade, a paixão, a solidariedade.

O que atrasa o mundo é gente transformando fé em fanatismo. Fanáticos são os que doam seu suado dinheirinho para salvadores da pátria, são os que esfolam os joelhos subindo escadarias para agradecer uma graça alcançada. Graças são alcançadas pela medicina, pela sorte, pelo trabalho e pela inteligência: nunca pela ignorância.

Martha Medeiros.

.
sábado, 17 de novembro de 2012

Sei



Sabe, quando a gente tem vontade de encontrar
A novidade de uma pessoa
Quando o tempo passa rápido
Quando você está ao lado dessa pessoa
Quando dá vontade de ficar nos laços dela
E nunca mais sair...

Sabe, quando a felicidade invade
Quando pensa na imagem da pessoa
Quando lembra que seus lábios encontraram
Outros lábios de uma pessoa
E o beijo esperado ainda está molhado
E guardado ali em sua boca
Que se abre e sorri feliz
Quando fala o nome daquela pessoa
Quando quer beijar de novo muitos lábios
Desejados da sua pessoa
Quando quer que acabe logo a viagem
Que levou ela pra longe daqui...

Sabe, quando passa a nuvem brasa
Abre o corpo, sopro do ar que traz essa pessoa
Quando quer ali deitar, se alimentar
E entregar seu corpo pra pessoa
Quando pensa porque não disse a verdade
É que eu queria que ela estivesse aqui...

Sei... Eu sei.

Nando Reis.


.

.
quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Se amar fosse fácil...



Se amar fosse fácil não haveria tanta gente amando mal, nem tanta gente mal amada.

Se amar fosse fácil não haveria tanta gente com fome, nem tantas guerras, nem gente sem sobrenome.

Se amar fosse fácil não haveria crianças nas ruas sem ter ninguém, nem haveria orfanatos, porque as famílias serenas adotariam mais filhos.

Se amar fosse fácil não haveria esposas mal amadas e nunca ninguém negaria o que jurou num altar, nem haveria divórcio, nem desquite, jamais...

Se amar fosse fácil não haveria assaltantes e as mulheres gestantes não tirariam seus fetos, nem haveria assassinos...

Mas o amor é um sentimento que depende de um “eu quero” seguido de um "espero”...

Mas a vontade é rebelde, o homem, um egoísta que maximiza seu “eu”, por isso o amor é difícil.

Jesus Cristo não brincava quando nos mandou amar. E quando morreu amando deu a suprema lição.

Não se ama por ser fácil, ama-se porque é preciso!

Desconheço a autoria.

.
terça-feira, 13 de novembro de 2012

Declaração de Amor



Eu te amo do amanhecer ao anoitecer e, mesmo quando durmo, ainda te amo.

Eu te amo nas três dimensões, nas quatro luas, nos quatro elementos, nas quatro estações, nos quatro pontos cardeais.

Eu te amo nos cinco sentidos, nas sete cores do arco-íris, nas sete notas musicais, nos doze signos do zodíaco, em tudo o que existe eu te amo cada vez mais.

Eu te amo na procela e na calmaria, em todos os Josés e Marias, nos infantes, nos anciões, nos amigos, inimigos e irmãos... eu te amo em toda a criação!

Eu te amo no caos aparente ou na mais perfeita estrutura... eu te amo como o próprio criador ama a sua criatura.

Eu te amo no vento que vem do norte, na linha do horizonte, na pequena fonte, nas nuvens grávidas de chuva... eu te amo nos meus dias nefastos e nos meus dias de sorte.

Eu te amo na árvore frondosa, na montanha majestosa, na pedra preciosa, nas miríades de estrelas do universo... eu te amo no pequeno átomo, na imponderável constelação, eu te amo para além de qualquer humana compreensão.

Eu te amo pelo pouco que sei de ti, pelo muito que ignoro e por aquilo que somente posso pressentir.

Eu te amo na plenitude da lida, no ocaso da vida... e depois que eu me for, nas lembranças que porventura eu deixar, hás de encontrar perfumados e palpitantes restos do que foi o meu amor!

Fátima Irene.

.
segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Saudade...



Saudade é reviver cada momento, sentir as mesmas emoções sem cogitar que tudo se passou há tanto tempo.

Saudade é acordar de manhã e ter, para o ente amado, o primeiro pensamento e os demais, que vão invadindo a mente pelo resto do dia.

Saudade é envidar todos os esforços para esquecer sem, contudo, perder a mania de retomar os restos tangíveis que permaneceram, com os olhos marejados, e descobrir que os “restos tangíveis” estão vivos e são ainda o nosso maior e melhor legado.

Saudade é ter a impressão de que nada aconteceu, que ele não partiu, não traiu ou morreu e que, a qualquer momento, não importa se aqui ou além, se nesta ou em outra vida retomaremos o trajeto interrompido pelo revés inesperado e estaremos de novo
caminhando lado a lado!

Fátima Irene Pinto.

.
domingo, 11 de novembro de 2012

Oração ao tempo


És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo tempo tempo tempo...

Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo...

Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo tempo tempo tempo
És um dos deuses mais lindos
Tempo tempo tempo tempo...

Que sejas ainda mais vivo
No som do meu estribilho
Tempo tempo tempo tempo
Ouve bem o que te digo
Tempo tempo tempo tempo...

Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo...

De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo...

O que usaremos prá isso
Fica guardado em sigilo
Tempo tempo tempo tempo
Apenas contigo e comigo
Tempo tempo tempo tempo...

E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo tempo tempo tempo
Não serei nem terás sido
Tempo tempo tempo tempo...

Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo tempo tempo tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo tempo tempo tempo...

Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios
Tempo tempo tempo tempo
Nas rimas do meu estilo
Tempo tempo tempo tempo...

Autor: Caetano Veloso.
Interprete: Maria Gadu.




.
sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Quando um sonho morre?


Ele morre quando a esperança dá lugar à desilusão. Ele morre quando desistimos de lutar. Ele morre quando desejamos mais dormir do que acordar. Ele morre quando preferimos a solidão ao convívio alegre e festivo dos amigos.

Ele morre quando trocamos liberdade por estabilidade. Ele morre quando o trabalho é realizado como dever e não como prazer. Ele morre quando quem sonha dá ouvidos àqueles que não conseguem sequer dormir, quanto mais sonhar.

Nunca deixe os seus sonhos morrerem. Ame a vida, pois nascemos para amar!

E se alguém lhe perguntar o que fizestes da vida, diga apenas:

- "Amei muito!"

Autor desconhecido.

.
quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Declaração Universal dos Direitos do Amor


Considerando ser o Amor o maior de todos os agentes de Utilidade Pública, proclama-se o que:

Artigo 1º O Amor pode apropriar-se de todo e qualquer coração, com ou sem anuência do dono.

Artigo 2º Em presença de sentimentos inferiores, tais como a raiva, o ódio e o ressentimento, ao Amor é permitido julgá-los e extraditá-los sem direito a reconsideração da pena.

Artigo 3º O Amor deve ser respeitado em todas as suas formas, sejam elas dirigidas a pessoas, coisas, vegetais ou animais.

Artigo 4º Ao Amor é sempre permitida a companhia do perdão, pois que sem este Ele está falsificado.

Artigo 5º O Amor tem o direito de ficar cego, surdo e mudo quando em presença de maledicências e pode apresentar-se como agente de paz diante de desarmonias e atos prejudiciais a todos os seres do Planeta.

Artigo 6º O Amor tem licença plena para manifestar-se livremente, independente de raça, credo ou religião. Ele é incondicionalmente livre para viver em seu habitat natural: O Coração.

Artigo 7º O Amor é bússola que aponta o caminho para a Felicidade e assim deve ser indiscutivelmente reconhecido.

Artigo 8º A todo aquele que banir o Amor do seu coração será imputada a pena de solidão, isolamento e sofrimento perpétuos.

Artigo 9º O Amor nunca deverá ser responsabilizado por dores, perdas ou danos e tem amplos poderes para neutralizar todas as batalhas, sejam elas emocionais, familiares ou sociais.

Artigo 10º Ao Amor não se aplicam Leis Trabalhistas: Ele pode exercer suas funções 24 horas por dia durante todos os dias do ano.

Artigo 11º Quando o Amor entra em corações, deve ser bem recebido, bem tratado, bem nutrido e absolutamente livre para agir em prol de todos os envolvidos por Ele.
Artigo 12º Em nenhuma hipótese, o Amor deverá ser álibi para atitudes de más intenções, tais como usá-lo como desculpa para enganar, iludir ou controlar corações. Também nunca poderá ser instrumento de brincadeira com o sentimento do homem ou da mulher.

Artigo 13º Toda e qualquer tentativa de matar o Amor será tratada pelo Universo como crime contra a vida do próprio mandante.

Artigo 14º O Amor é partidário da Lei de Causa e Efeito: Ele pode partir em definitivo da Vida daqueles que optam pelo sofrimento diante das adversidades, e também daqueles que se deixam cair em abandono.

Artigo 15º Ao Amor nada deve ser acrescentado e Dele também nada retirado, posto ser o mais perfeito de todos os sentimentos e manifestação absoluta de Deus.

Parágrafo Único: Os Direitos do Amor sempre protegerão os legítimos Direitos de Todos os Seres.

Revoguem-se todas as disposições em contrário.

Desconheço a autoria.

.

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.