quarta-feira, 24 de agosto de 2011

O gênio da lâmpada




Havia uma mulher corcunda, de mal com o mundo, que vivia magoada com seu terrível calombo nas costas.

A mulher andava curvada, rastreando os cantos com seus olhos tristes, mal humorada, até que um dia encontrou um objeto mágico onde, há séculos, vivia um gênio que se materializou na sua frente, oferecendo-lhe quatro pedidos em troca de sua libertação.

A mulher fez o primeiro pedido:

- "Eu queria ter uma casa mais bonita do que a chata da Dona Maria, aquela mulher fofoqueira..."

Zás!!! Apareceu-lhe uma casa maravilhosa!

Veio o segundo pedido:

- "Eu queria ter um carro muito mais bonito, possante e moderno do que o infeliz do Seu Zé".

Zás!!!! Surgiu em sua frente um carro sensacional!

Aí veio o terceiro pedido:

- "Eu queria ter mais jóias do que a Dona Joana, aquela intragável".

Zás!!! Apareceram-lhe jóias maravilhosas!

Foi a vez do quarto e último pedido:

- "Agora, gênio, eu quero que você realize meu último pedido. Quero que suma aquilo que tráz as amarguras da minha vida, meu desgosto, meu maior defeito...

E Zás!!!!

Sumiu-lhe a língua!

Desconheço o autor.

.

0 comentários:

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.