terça-feira, 14 de agosto de 2012

Culinária com reflexão

 
Pegue a sua vida, deposite nela fartas porções de otimismo, coragem, amizade, perseverança, humildade. Adicione muita reflexão, bom humor, esperança, solidariedade, discernimento, cautela, bom ânimo, espiritualidade, paz...

Tempere tudo com bastante convicção, sinceridade, fé, bons propósitos, criatividade, empreendedorismo. Coloque pitadas de arte, voluntariado, lazer...

Leve tudo ao forno da consciência, pré-aquecido por sua resolução em modificar-se, mantendo em temperatura máxima, até desaparecerem vaidade, orgulho, violência, arrogância, indiferença, egoísmo, avareza, maledicência, inveja, vício, hipocrisia, intolerância, fanatismo...

Quando o aroma do bom exemplo se espalhar, é hora de saborear e servir essa delícia que alimenta a alma, combatendo os "radicais livres" do medo, o "colesterol" do stress, o "infarto" da competitividade, o "câncer" do consumismo, a "verminose" insaciável do ter e outras moléstias que atormentam nosso ser.

"Quem pensa que a comida só faz matar a fome está redondamente enganado. Comer é muito perigoso. Porque quem cozinha é parente próximo das bruxas e dos magos. Cozinhar é feitiçaria, alquimia. E comer é ser enfeitiçado."

"Comer é uma felicidade, quando se tem fome. Todo mundo sabe disto. Até os ignorantes nenezinhos. Mas poucos são os que se dão conta de que felicidade maior que comer é cozinhar."


Rubem Alves.

.

1 comentários:

Antonio Pereira Apon disse...

Cara Cláudia

Faltou citar o nome correto do autor da receita, não é Rubem Alves e sim Antonio Pereira Apon, e o link para a postagem original: http://www.aponarte.com.br/2007/07/receita-para-bem-viver.html

Venho solicitar a inclusão desses dados, conforme condições para a reprodução, constantes na referida postagem, para que a sua divulgação não configure plágio.

Um grande e fraterno abraço.

Antonio Pereira Apon.

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.