quarta-feira, 11 de abril de 2012

O melhor de mim


Felicidade é discreta, silenciosa e frágil, como a bolha de sabão. Vai-se muito rápido, mas sempre se pode assoprar outras.

Quem é rico em sonhos não envelhece nunca. Pode até ser que morra de repente. Mas morrerá em pleno vôo. O que é muito bonito.

Eternidade é o tempo quando o longe fica perto. Não quero nem subir para os céus, nem progredir para frente. Quero mesmo é voltar para os lugares e os tempos que amei e perdi.

A alma é o lugar da saudade. Velhice é quando o rio se prepara para converter-se em mar.

Para tudo há um tempo. Mas Deus colocou o coração do homem para além do tempo, na eternidade.

Seremos sábios quando nos tornamos crianças: essa é a essência da sabedoria bíblica.

Deus é alegria. Uma criança é alegria. Deus e uma criança têm isso em comum: ambos sabem que o universo é uma caixa de brinquedos. Deus vê o mundo com olhos de criança. Está sempre à procura de companheiros para brincar.

Eu poderia ter sido jardineiro... Como não fui, tento fazer jardinagem como educador, ensinando às crianças, minhas amigas, o encanto pela natureza. O jardim é a face divina da nostalgia que mora em nós. Jardins bonitos há muitos, mas só traz alegria o jardim que nascer dentro da gente.

Otimismo é quando, sendo primavera do lado de fora, nasce a primavera do lado de dentro.

Esperança é quando, sendo inverno do lado de fora, a despeito dele brilha o Sol de verão no lado de dentro.

Já tive medo da morte. Hoje não tenho mais. O que sinto é uma enorme tristeza. A vida é tão boa! Não quero ir embora ...

A vida, para ser bela, deve ser cercada de verdade, de bondade, de liberdade. Essas são as coisas pelas quais vale a pena morrer.

Rubem Alves.

.

2 comentários:

PATRICIA KARLA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PATRICIA KARLA disse...

VIVER É SURPREENDER-SE, ENCANTAR-SE, SEMPRE...

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.