terça-feira, 10 de agosto de 2010

A expressão da alma

A expressão da alma é serena, mansa, sem arroubos ou depressões.

A expressão da alma é a expressão da paz, da tranqüilidade.

A alma não se exalta, nem se desespera.

Se expressa sempre no mesmo tom, porque ela não busca nem evita nada, não tem que partir  nem chegar.


A alma vê e reage ao que vê,  sem ter que provar nada nem convencer ninguém.

A alma brinca e vive sempre da mesma maneira. Tudo para ela é vida.

A expressão da alma é a mais pura e real expressão do seu eu interior. O ser interior, quando se expressa, é a expressão da verdade, daquilo que vê, sente, e ouve, sem subterfúgios, sem os jogos sociais.

A alma, quando se expressa, é percebida e sentida, vista e amada. A sua expressão toca fundo nas pessoas, de maneira suave e direta.

Tocar as pessoas é um gesto da alma.

A máscara, os jogos encontram ressonâncias em outra máscara, em outros jogos.

Para encontrarmos a pessoa do outro, precisamos nos expressar com a nossa alma.

É ela que atinge,transforma e faz vibrar na alma, o contato, o encontro, o toque. A intimidade só é intimidade de almas.

Na sua profissão, você sabe, não tem jeito de ser efetivo sem a expressão da alma. É necessário que a alma do outro se expresse para ser recebida e tocada pela sua.

A sua alma será um convite para a expressão da alma do outro. Se sua alma se esconder, ou não se expressar, você estará mostrando ao outro que a alma dele também não poderá ser expressa.

Então não haverá o encontro curativo. Ele perceberá que junto de você não existem condições para que sua alma se expresse.

Uma vez que você evita a sua própria, como então, poderá receber a dele?

Você só receberá a alma do outro se estiver à vontade com a sua.

Você só encontrará o outro se antes tiver se encontrado com você.

Sem você não poderá existir o outro.

Autoria desconhecida

0 comentários:

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.