sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Sou professora



Quando digo que sou Professora, em geral, as pessoas respondem com um "Ah!" tão insípido que tenho vontade de responder:

Em que outra profissão poderias pôr laços no cabelo, fazer penteados inovadores e ver um desfile de moda todas as manhãs?

Onde te diriam todos os dias:


- "Professora, você é linda!"

Em que outro trabalho te abraçariam para dizeres o quanto te querem bem?

Onde serias tão importante que pudesses chegar à estrela do desfile e escutar seu coração?

Em que outro trabalho esquecerias de tuas tristezas para atender a tantos joelhos esfolados e corações afligidos?

Em que outro local de trabalho receberias mais flores?

Onde mais poderias iniciar na escrita uma mãozinha que, quem sabe, um dia poderá escrever um livro?

Em que outro lugar receberias tantos sorrisos?

Em que outro lugar te fariam um retrato grátis?

Em que outro lugar tuas palavras causariam tanta admiração?

Em que outro lugar te receberiam com abraços depois de teres faltado 1 dia?

Onde poderias assistir na 1ª fila a execução de grandes obras de Arte?

Onde mais poderias aprofundar teus conhecimentos sobre bichos-da-seda, caracóis, formigas e borboletas?

Em que outro trabalho derramarias lágrimas por ter que terminar um ano de relações tão felizes?

Sinto-me grande trabalhando com os pequenos.

Desconheço autoria.

.

2 comentários:

Iza Pinho disse...

Lindo!
A arte de ensinar marca quem recebe mas não deixa imune quem dá. A prova, é que todos nós lembramos aquele(a) professor(a) que passou na nossa vida e deixou a marca da sua passagem.
Ser professor(a) é uma escolha de vida e uma missão inquestionável.
Parabéns!

Anônimo disse...

Boa noite, por favor achei lindo a figura da professora e das 4 crianças, esta imagem e sua? gostaria de usar esta imagem, mas tenho medo dos direitos autorais, você poderia me passar alguma informação sobre a imagem. Muito Obrigado

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.