sábado, 5 de novembro de 2011

Quero

 
Sigo a vida conforme o roteiro, sou quase normal por fora, pra ninguém desconfiar. Mas por dentro eu deliro e questiono.

Não quero uma vida pequena, um amor pequeno, um alegria que caiba dentro da bolsa. Eu quero mais que isso.

Quero o que não vejo.

Quero o que não entendo.

Quero muito e quero sem fim.

Não cresci pra viver mais ou menos, nasci com dois pares de asas, vou aonde eu me levar.

Por isso, não me venha com superfícies, nada raso me satisfaz. Eu quero é o mergulho. Entrar de roupa e tudo no infinito que é a vida. E rezar – se ainda acreditar – pra sair ainda bem melhor do outro lado de lá.

Fernanda Mello.

.

1 comentários:

FelisJunior disse...

...muito bom..."tal larva morri,sobrevivi crisálida", para ser mais forte...
Belo texto....e bonito blog...
Abraços e bom final de semana!


quando der visite: felisjunior.blogspot.com/

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.