terça-feira, 25 de outubro de 2011

Fio de cabelo

 
Uma mulher acordou uma manhã, após a quimioterapia, olhou no espelho e percebeu que tinha somente três fios de cabelo na cabeça.

- "Bom", ela disse, "acho que vou trançar meus cabelos hoje."

Assim ela fez e teve um dia maravilhoso.

No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e viu que tinha somente dois fios de cabelo na cabeça.

- "Hummm", pensou, "acho que vou repartir meu cabelo no meio hoje."

Assim ela fez e teve um dia magnífico.

No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que tinha apenas um fio de cabelo na cabeça.

- "Bem", ela disse, "hoje vou amarrar meu cabelo em rabo de cavalo."

Assim ela fez e teve um dia divertido.

No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que não havia um único fio de cabelo na cabeça.

- "Yeeesss...", exclamou, "hoje não preciso pentear meu cabelo."

Atitude é tudo!!!

Seja mais humano e agradável com as pessoas. Cada uma das pessoas com quem você convive está travando algum tipo de batalha.

Viva com simplicidade.

Ame generosamente.

Cuide-se intensamente.

Fale com gentileza.

E, principalmente, não reclame.

Preocupe-se em agradecer pelo que você é e por tudo o que tem!

E deixe o restante com Deus.

Desconheço a autoria.

.

1 comentários:

O Recanto da Borboleta By Vannessa Adriana Butterfly disse...

Claudia mel, que grata surpresa ter encontrado seu blog, tão lindo, tão bem apresentável, de um bom gosto indiscutível. Eu sou apaixonada incondicionalmente por borboletas, pela grande metamorfose da vida. Inclusive também tenho um blog que por sinal recebeu o nome de RECANTO DA BORBOLETA By Vannessa Adriana Butterfly. Se você quiser conhecê-lo, ler os meus textos, deixar seu comentário e até seguí-lo, sinta-se à vontade e me deixará feliz. Eu não me lembro de ter postado por lá, algum texto que não seja de minha autoria, mas te confesso que eu amei esse texto que vc postou aqui, uma grande lição de vida, istigante e reflexivo. Parabéns! Beijos com carinho!

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.