quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Nossos medos


Nosso maior medo não é o de sermos inadequados. Nosso maior medo é o de sermos poderosos além da medida.

É nossa luz, não a nossa escuridão, o que mais nos apavora!

Perguntamos a nós mesmos:

- "Quem sou eu para ser brilhante, esplêndido, talentoso e fabuloso?"

Na verdade, por que você não seria? Você é um filho de Deus. Bancar o pequeno não serve ao mundo.

Nada nos esclarece, no sentido de nos diminuirmos, para que outras pessoas não se sintam inseguras em torno de nós.

Nascemos para tornar manifesta a glória de Deus que está dentro de nós. Ele não está em alguns de nós: está em todos nós.

E quando deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos a outras pessoas permissão para fazer o mesmo.

Quando nos libertamos de nosso próprio medo, nossa presença automaticamente liberta outros.


Nelson Mandela, extraído do seu discurso de posse, em 1994.

.
terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Todo dia existe Deus


Um dia me perguntaram se eu acreditava em Deus. Eu então lhes respondi da maneira como eu pensava.
     
Todo dia existe Deus; num sorriso de criança, no canto dos passarinhos, num olhar, numa esperança.     

Todo dia existe Deus; na harmonia das cores, na natureza esquecida, na fresca aragem da brisa, na própria essência da vida.
     
Todo dia existe Deus; no regato cristalino, no pequeno servo do mar, nas ondas lavando as praias,  na clara luz do luar.
     
Todo dia existe Deus; na escuridão do infinito todo ponteado de estrelas, na amplidão do universo, no simples prazer de vê-las.
     
Todo dia existe Deus; nos segredos desta vida, no germinar da semente, nos movimentos da Terra que gira incessantemente.
    
Todo dia existe Deus; no orvalho sobre a relva, na natureza que encanta, no cheiro que vem da terra e no sol que se levanta.
     
Todo dia existe Deus; nas flores que desabrocham perfumando a atmosfera, nas folhas novas que brotam anunciando a primavera.
    
Deus é capaz, Deus é paz, Deus é esperança. É o alento do aflito, o Criador do Universo, da luz, do ar, da aliança.
    
Deus é a justiça perfeita que emana do coração. Ao perdoar quem ofende Ele é o próprio perdão.
    
Será que você ainda não viu o rosto de Deus no colorido mais belo dos olhos dos filhos seus?
    
Deus é constante e perene. É divino! De tal sorte que sendo essência da vida é o descanso na morte. Não há vida sem volta e não há volta sem vida, a morte não é morte, é só a porta da vida.
    
Todo dia existe Deus; no ciclo da natureza, neste ir e vir constante, no broto que se renova, na vida que segue adiante, em quem semeia bondade e em quem ajuda o irmão, colhendo felicidade, cumprindo a sua missão.
    
Todo dia existe Deus; no suor de quem trabalha, no calo duro das mãos, no homem que planta trigo, no trigo que faz o pão.
    
Você pode sentir Deus pulsar dentro do seu coração!!!

Rita Pando.

.
segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Sentimentos


Qualquer sentimento é bem-vindo, mesmo que não seja uma euforia, um entusiasmo, mesmo que seja uma melancolia. 

Sentir é um verbo que se conjuga para dentro, ao contrário do fazer, que é conjugado pra fora.

Sentir alimenta, sentir ensina, sentir aquieta. Fazer é muito barulhento.

Sentir é um retiro, fazer é uma festa. O sentir não pode ser escutado, apenas auscultado. 

Sentir e fazer, ambos são necessários, mas só o fazer rende grana, contatos, diplomas, convites, aquisições. 

Até parece que sentir não serve para subir na vida. Uma pessoa triste é evitada. Não cabe no mundo da propaganda dos cremes dentais, dos pagodes, dos carnavais. 

Tristeza parece praga, lepra, doença contagiosa, um estacionamento proibido. 

Ok, tristeza não faz realmente bem pra saúde, mas a introspecção é um recuo providencial, pois é quando silenciamos que melhor conversamos com nossos botões. E dessa conversa sai luz, lições, sinais, e a tristeza acaba saindo também, dando espaço para uma alegria nova e revitalizada. 

Triste é não sentir nada.

Martha Medeiros.

.
sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Carta ao professor



Contam que a carta a seguir foi enviada por Abraham Lincoln ao professor de seu filho.

"Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens sãojustos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, para cada vilão há um herói, que para cada egoísta, há também um líder dedicado; ensine-lhe, por favor, que para cada inimigo haverá também um amigo; ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada; ensine-o a perder, mas também a saber gozar da vitória; afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso; faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros do céu, as flores do campo, os montes e os vales.

Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos.

Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros; ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

Ensine-o a ouvir a todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho; ensine-o a rir quando está triste e explique-lhe que, por vezes, os homens também choram.

Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.

Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço; deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.

Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.

Eu sei que estou a pedir muito, mas veja o que pode fazer, caro professor."

Abraham Lincoln.

.
segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Carta para a tristeza


Para a tristeza,

Companheira, sei que você vai chorar quando ler esta carta, mas quero deixar de ver você por uns tempos. Vai ser difícil para mim, pois me acostumei à sua presença, porém não vejo mais motivos para continuarmos juntas. 

Não nego sua importância; em diversos momentos difíceis da minha vida você permaneceu comigo, mesmo quando todos se afastaram. Só que, com você, sinto que não ando para a frente. Esse seu pessimismo me atrapalha.Tenho tentado evitar você de todas as maneiras, e isso não é legal. Ainda mais porque sei que se magoa por qualquer coisinha. Mas basta você chegar e lá se vai minha alegria... 

Não aguento mais os seus assuntos mórbidos, a sua cara desanimada. Perdi anos de minha vida ao seu lado, tristeza, acreditando em tudo que você dizia. Que o amor não existe e o mundo não tem jeito. Você é péssima conselheira para suas parceiras. 

Agora, chegou a hora de dar chance à alegria, que há muito tem mostrado interesse em passar uns tempos comigo. Ela me elogia, sabe? Você? O único elogio que eu lembro de ter ouvido de você foi que eu fico bem de olheiras. Veja bem: não estou dizendo que quero acabar com você para sempre. Sei que estou presa a você, de uma forma ou de outra, pelo resto da vida. E podemos muito bem ter os nossos momentinhos juntas, aos domingos ou em longas tardes de poesia. Só não posso é continuar à mercê dos seus péssimos humores, dia após dia, sabendo que você nunca irá mudar.

Chega de fornecer moradia à sua pesada existência. Desde pequena abro mão de muita coisa pela sua companhia. Festas a que não fui porque você não me deixou ir, paisagens lindas nas quais não reparei porque você exigiu de mim total atenção, amigas que perdi porque insisti em levar você comigo a todos os lugares. 

Não vou cobrar o que deixei de ganhar por sua má influência, pois sei que tristezas não pagam dívidas. Mas quero de volta meus discos de dance music que você tirou da prateleira. E minhas roupas estampadas que sumiram do meu armário depois que você se instalou aqui. 

Por favor, não tente entrar em contato comigo com as mesmas velhas razões de sempre. Não é a fria lógica dos seus argumentos que irá guiar meu coração daqui por diante. Quero ver a vida por outros olhos, que não os seus. Quero beber por outros motivos, que não afogar você dentro de mim. Cansei da sua falta de senso de humor, do seu excesso de zelo. Como me disse o Lulu, hoje de manhã, no carro, a caminho do trabalho: 

- "Não te quero mal, apenas não te quero mais".

Fernanda Young.

.
quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Oração Celta


Que jamais, em tempo algum, o teu coração acalente ódio.

Que o canto da maturidade jamais asfixie a tua criança interior.

Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.

Que as perdas do teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida.

Que a música seja tua companheira de momentos secretos contigo mesmo.

Que os teus momentos de amor contenham a magia de tua alma eterna em cada beijo.

Que os teus olhos sejam dois sóis olhando a luz da vida em cada amanhecer.

Que cada dia seja um novo recomeço, onde tua alma dance na luz.

Que em cada passo teu fiquem marcas luminosas de tua passagem em cada coração.

Que em cada amigo o teu coração faça festa, que celebre o canto da amizade profunda que liga as almas afins.

Que em teus momentos de solidão e cansaço, esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa.

Que o teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que tu percebas a ternura invisível, tocando o centro do teu ser eterno.

Que um suave acalanto te acompanhe, na terra ou no espaço, e por onde quer que o imanente invisível leve o teu viver.

Que o teu coração sinta a presença secreta do inefável!

Que os teus pensamentos e os teus amores, o teu viver e a tua passagem pela vida, sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome. Aquele amor que não se explica, só se sente.
Que esse amor seja o teu acalento secreto, viajando eternamente no centro do teu ser.

Que a estrada se abra à sua frente.

Que o vento sopre levemente às suas costas.

Que o sol brilhe morno e suave em sua face.

Que respondas ao chamado do teu Dom e encontre a coragem para seguir-lhe o caminho.

Que a chama da raiva te liberte da falsidade.

Que o ardor do coração mantenha a tua presença flamejante e que a ansiedade jamais te ronde.

Que a tua dignidade exterior reflita uma dignidade interior da alma.

Que tenhas vagar para celebrar os milagres silenciosos que não buscam atenção.

Que sejas consolado na simetria secreta da tua alma.

Que sintas cada dia como uma dádiva sagrada tecida em torno do cerne do assombro.

Que a chuva caía de mansinho em seus campos…

E, até que nos encontremos de novo…

Que os Deuses lhe guardem na palma de Suas mãos.

Que despertes para o mistério de estar aqui e compreendas a silenciosa imensidão da tua presença.

Que tenhas alegria e paz no templo dos teus sentidos.

Que recebas grande encorajamento quando novas fronteiras acenarem.

Que este amor transforme os teus dramas em luz, a tua tristeza em celebração e os teus passos cansados em alegres passos de dança renovadora.

Que jamais, em tempo algum, tu esqueças da Presença que está em ti e em todos os seres.

Que o teu viver seja pleno de Paz e Luz!

Aloha

Feliz  Ano Novo!

.

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.