segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Saudade...



Saudade é reviver cada momento, sentir as mesmas emoções sem cogitar que tudo se passou há tanto tempo.

Saudade é acordar de manhã e ter, para o ente amado, o primeiro pensamento e os demais, que vão invadindo a mente pelo resto do dia.

Saudade é envidar todos os esforços para esquecer sem, contudo, perder a mania de retomar os restos tangíveis que permaneceram, com os olhos marejados, e descobrir que os “restos tangíveis” estão vivos e são ainda o nosso maior e melhor legado.

Saudade é ter a impressão de que nada aconteceu, que ele não partiu, não traiu ou morreu e que, a qualquer momento, não importa se aqui ou além, se nesta ou em outra vida retomaremos o trajeto interrompido pelo revés inesperado e estaremos de novo
caminhando lado a lado!

Fátima Irene Pinto.

.

0 comentários:

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.