sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Quando um sonho morre?


Ele morre quando a esperança dá lugar à desilusão. Ele morre quando desistimos de lutar. Ele morre quando desejamos mais dormir do que acordar. Ele morre quando preferimos a solidão ao convívio alegre e festivo dos amigos.

Ele morre quando trocamos liberdade por estabilidade. Ele morre quando o trabalho é realizado como dever e não como prazer. Ele morre quando quem sonha dá ouvidos àqueles que não conseguem sequer dormir, quanto mais sonhar.

Nunca deixe os seus sonhos morrerem. Ame a vida, pois nascemos para amar!

E se alguém lhe perguntar o que fizestes da vida, diga apenas:

- "Amei muito!"

Autor desconhecido.

.

0 comentários:

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.