quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Tudo é como um girassol

 
"Quantas vezes perdemos a liberdade e morremos por dentro, apenas por sentirmos medo de abrir a porta dos nossos sonhos ?"

Olhar o sol. Ter um sol na vida. A manhã é bonita, mas não podemos ficar sempre olhando para ela.

O nascer do sol é lindo, mas não podemos fixar o olhar no nascer, e sim, acompanhar o sol. Ser um girassol. Girar com o sol da vida e da ação.

É bonito, mas é muito perigoso passar a vida fazendo sala ou tomando chimarrão. É perigoso "deixar a vida passar". Parece que o sol desapareceu. É perigoso acabar o trabalho e não ter mais nada para fazer. É o senso da i-nutilidade. Do trabalhar para comer. Do comer para trabalhar.

Ser girassol é estar sempre em movimento. É ter uma cabeça para pensar e um coração para amar. Um coração inquieto, que não quer pegar no sono com medo de não mais acordar.

 E há muitas pessoas no sono de só fazer o dever e nada mais. Não são capazes de um gesto de generosidade e de criatividade. São pessoas mortas-vivas.

É preciso ser girassol. Ter um objetivo. Ter um guia. Ter um ideal. Ter um sonho que não acaba nunca.
 
Frei Wilson João Sperandio 

.

0 comentários:

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Pesquisa

Carregando...

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.