quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Quanto vale um bem - querer


Um bem-querer tem alto valor, um valor que não tem preço.

Bem-querer é transformar dias sombrios em tempos claros, risonhos... É adquirir uma passagem de ida, de volta e retorno ao país dos sonhos...

Tristeza? Ora, a tristeza... ela faz parte também. Se não houvesse a tristeza, não conheceríamos a felicidade, a beleza...

Se não experimentássemos o frio, não saberíamos apreciar o calor do dia-a-dia. Bem-querer é querer bem não apenas na alegria.

Nos momentos de arrufos, ficar de bem  trazendo uma flor com charme, jeito e sedução. Ficar de mal, ficar de bem, explodir de emoção, arrancar devagarinho as pétalas do bem-me-quer e finalizar com o bem-querer na mão, na alma e no coração.

Bem-querer é querer e querer bem! É deixar o coração saltitar em cambalhotas, compensando as agruras, preenchendo as fissuras que a gente no peito tem...

Oriza Martins

.

0 comentários:

Sobre mim

Minha foto
Claudia Mei
É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Lispector
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Sitemeter

Visualizações de páginas

Tecnologia do Blogger.